quarta-feira, 18 de junho de 2008

Feriados vazios

Acredito que já houve tempo em que diversos feriados faziam sentindo a sua existência. O feriado era tido como um dia em que as pessoas paravam e comemoravam e/ou refletiam acerca de um acontecimento passado naquela data, ou no minímo o feriado servia para que as pessoas lembracem de tal acontecimento.

Hoje em dia alguns feriados são tão vazios de sentido que as pessoas até esquecem o motivo do feriado, apenas lembram que é um dia de ócio e fazem tantas coisas, menos de ter a vaga lembrança do que se comemora no dia.

O que fez refletir sobre o assunto foi a ADIn (Ação Direta de Inconstitucionalidade) ajuizada pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) impugnando alguns feriados criados no Estado do Rio de Janeiro. O objetivo da CNC, entidade de classe que representa nacionalmente o setor do Comércio, é que seja declarada a Inconstitucionalidade das Leis que criaram os feriados dedicados à Consciência Negra e a São Jorge. A classe combate a criação desenfreada de dias que dificultam o trabalho, afirmando que:

"Enquanto o trabalho enobrece o homem, o feriado empobrece".

A insatisfação de alguns setores com a criação desses feriados citados e a abertura de precedentes para a criação desenfreada de outros mostra a carência de motivos para os mesmos. Pois nem todos concordam com a data, por não darem importância, e reclamarem para que o dia seja útil. O assunto leva a refletir a importância e a existência de datas comemorativas.

Num ano a lista de feriados oficiais, ou melhor chamados de feriados civis nacionais, é esta:


1º de Janeiro - "Dia da Paz Mundial"
21 de Abril - "Tiradentes"
1º de Maio - "Dia do Trabalho"
7 de Setembro - "Independência do Brasil"
12 de Outubro - "Consagração a Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil"
2 de Novembro - "Finados"
15 de Novembro - "Proclamação da República"
25 de Dezembro - "Natal"

Observando os feriados oficiais listados acima vemos feriados de caratér essencialmente civis como o de Tiradentes, do Dia do Trabalho, da Independência, Proclamação da República, vemos também feriados a princípio religiosos mas que hoje se tornaram comuns e tradicionais em todo o mundo como o Dia da Paz Mundial e o feriado de Natal, mas há também feriados de seguimentos religiosos como o da Nossa Senhora Aparecida e o feriado de Finados. Todos os feriados listados são estabelecidos por leis federais e devem ser observados em todo o Território Nacional.

Além desses feriados os Estados e Municipios sempre criam outros de acordo com suas tradições, o que parece um erro quando feito de forma sem controle, e sempre declarar um dia como sendo feriado para lembrar algum acontecimento é um equivoco. Existe o chamado "ponto facultativo" que seria mais apropriado em alguns casos, pois ao se declarar a data lembrança de algum evento histórico local ou regional, na maioria das vezes as pessoas enchem os bares, botecos e afins, menos comemoram o evento histórico.

Para os feriados sem sentido e que nem sabemos o porquê deles existirem vale o dito da CNC:
"Enquanto o trabalho enobrece o homem, o feriado empobrece".

3 comentários:

Marcílo Ramos disse...

Creio que tais feriados sem sentido servem puramente para lubibriar a população, enquanto nos alienamos tido como verdade o motivo do feriado, nossos políticos vão "passando a mão" no patrimonio puplico, enquanto ficamos em casa coçando o saco e assistindo TV aberta(que também é outra forma de controle para que a população não tenha censo critico)politicos desviam verbas de creches, etc.

Ednaldo Émerson disse...

A lista de feriados desse artigo é fundamento para o questionamento da laicidade do Estado Brasileiro. O Brasil é um Estado laico que mantém feriados religiosos.
Não defendo ou ataco o conteúdo desses feriados e sim defendo a existência apenas de feriados cívis oficiais, já que o Brasil é laico, ou seja, o Estado não tem vinculos com nenhuma Religião.

carloshenrique disse...

É muito Feriado desnecessário nesse País. Só se devia ter no máximo, nesse país, os seguintes feriados: O Feriado de Ano Novo, a Páscoa, o dia da Independência, o dia da Proclamação da República e o Natal.
E quanto aos municípios só devia ser permitido que cada município só pudesse criar um Feriado municipal no máximo, e quanto aos Estados, que cada Estado só pudesse criar um Feriado Estadual no máximo, pois senão daqui a pouco todo dia será feriado, e ninguem mais vai trabalhar e o Brasil vai se tornar República Nacional dos Feriados e do Descanso Total.